28.11.08

Back

Voltei! =) Não andava numa de escrever... opah sim até a mim acontece.. anyway... hoje vou-me debruçar sobre algo... que tem a ver com este blog e com muitos muitos mas mesmo muitos outros.
Começo por uma bela reflexão "É impressionante a quantidade de informação inútil que somos capazes de armazenar ao longo da vida em comparação à informação realmente útil que acumulamos"
Lembrei-me desta frase, ouvi em qualquer lado, ou li, ou sonhei, ou qualquer coisa... vêm como tenho razão? Em vez de ter decorado a matéria para os testes de Organizações, decorei frases e informações que revelam uma realidade.
Pois bem, todos os dias nos deparamos com esse tipo de informações, que acabam por não se revelarem verdadeiramente úteis, mas eu tenho uma espécie de teoria de trazer por casa... a acumulação de informação revela muito do grau de cultura geral das pessoas. A capacidade de raciocinar sobre uma dada informação "inútil" pode torná-la em algo de útil, mas na minha humilde opinão essa informação só se torna realmente útil quando não apenas debitada com a frequente recorrência a frases tipo "pois, como o X disse..." "Ah o Y até disse que...." e parar por aí. É neste ponto que se é capaz de diferenciar o capacitado argumentativo do debitador barato, o primeiro é aquele que diz "O X disse isto, mas eu acho que...." ou então "O Y disse que, eu concordo, até porque...", isto revela capacidade de argumentação, revela reflexão sobre o tema e o mínimo de cuidado. Já o segundo é o típico "O X disse isto" e sorri como se tivesse dito grande coisas, o interlocutor fica à espera da opinião pessoal e própria mas não...é demasiado oco para dar seguimento...
Resumindo, toda a informação pode tornar-se útil, desde que empregue em concordância com algum tema ou conversa... mas sobretudo torna-se útil quando com essa informação aprendemos alguma coisa, ou damos a possibilidade de aprenderem. A informação torna-se útil quando bem utilizada, quando não se torna em apenas informação de conversa de elevador.
E com isto já me baralhei toda, mas em suma escrevi tudo isto apenas para dizer duas ou três coisas.
Odeio pessoas que utilizam apenas frases que ouviram algures e não conseguem entendê-las nem reflectir sobre elas nem aplicá-las.
Odeio pessoas que não conseguem escrever frases delas próprias.
Odeio pessoas que não sabem conversar sem utilizar "o X até disse q", em vez de "Eu acho que"
Odeio pessoas sem capacidade de argumentação válida.
Odeio pessoas ocas.
Odeio pessoas que não sabem discutir saudavelmente política, futebol, teatro...
Odeio pessoas sem cultura geral.
Odeio pessoas sem capacidade de reflexão.
Odeio pessoas sem opinião própria.
Odeio mémés meramente repetitivos daquilo que ouviram antes e que não desenvolvem...
Mas pronto, gosto de ti, de ti, de ti e de ti.
"Vocês sabem do que eu estou a falar" ahahah xD

2 comments:

voided said...

Eu sou mais modesto, apenas odeio pessoas.

Jastoman said...

Que bebedeira...