23.5.09

Lince Ibérico


Hoje dedico-me a uma espécie que me é muito querida :) O Lince Ibérico de nome científico da espécie é Lynx pardinus é uma espécie de felino, muito maior que um gato e a sua existência confina-se apenas à Península Ibérica, isto é a Portugal e Espanha. O Lince Ibérico selecciona habitats de características mediterrânicas, como bosques, matagais e matos densos. Utiliza preferencialmente estruturas em mosaico, com biótopos fechados para abrigo. O Lince Ibérico pode-se encontrar na serra da Malcata, situada entre os conselhos do Sabugal e de Penamacor, integrando o sistema montanhoso luso-espanhol da Meseta. É um animal essencialmente nocturno e trepador. "Os acasalamentos ocorrem entre Janeiro e Março e após um período de gestação que varia entre 63 e 74 dias nascem entre 1 e 4 crias. O mais comum é nascerem apenas 2 crias que recebem cuidados unicamente maternais durante cerca de 1 ano, altura em que se tornam independentes e abandonam o grupo familiar. Regra geral, quando nascem 3 ou 4 crias, estas entram em combates por comida ou sem qualquer motivo e acabam por sobrar apenas 2 ou até 1, daí um dos seus pequenos aumentos populacionais. Não existe dimorfismo sexual entre macho e fêmea." É uma espécie em vias de extinção, criticamente ameaçado. Uma das causas para o seu desaparecimento advém do desaparecimento dos coelhos nas matas em que habitam que são a principal fonte de alimento dos felinos devido à mixomatose (doença que afecta os coelhos), a esta factor associa-se a pneumonia hemorrágica viral, à caça, a atropelamentos e utilização de armadilhas para coelhos. Os humanos não estão, no entanto, pouco preocupados com o eminente desaparecimento desta espécie e para isso promovem uma série de iniciativas de protecção ao Lince. A espécie é totalmente protegida quer em Portugal como em Espanha. Em Portugal, a Liga para a Protecção da Natureza (LPN), em parceria com a organização internacional Fauna & Flora International (FFI), lançou, em 2004, o Programa Lince, que conta com a participação e o apoio técnico e científico de um grupo composto pelos principais especialistas nesta espécie em Portugal. Ontem, dia 22, dia nacional da biodiversidade, deu-se um grande passo para a preservação desta espécie. Deu-se a inauguração do Centro Nacional de Reprodução do Lince Ibérico em Silves. O projecto foi desenvolvido pela empresa Águas do Algarve (AdA), como sobrecompensação imposta pela União Europeia, devido à construção da Barragem de Odelouca, num Sítio Rede Natura 2000, após uma queixa apresentada à Comissão Europeia pela Liga para a Protecção da Natureza (LPN). Esta estrutura tem capacidade para alojar 16 linces reprodutores. A sua gestão passará a estar a cargo do Instituto da Conservação da Natureza e da Biodiversidade (ICNB), com financiamento da Águas do Algarve.

2 comments:

RouboCopo said...

Qualquer parecença com a dona do blog é pura ficção... lol

casualimages said...

E assim começou a mudança para o lado verde da força... :p

És um poço de cultura sobrinha... ;)

Bjs